Estrutura

Estrutura do Sesc

Após 70 anos de criação, o Sesc se faz presente nos 26 Estados da União e no Distrito Federal, onde em cada Estado possui uma estrutura descentralizada do Departamento Nacional – DN, com autonomia de gestão, criação e execução de projetos e atividades, orientadas por diretrizes traçadas pelo DN e aprovadas pelo Conselho Nacional do Sesc.

 

O Sesc e o Senac são administrados pela Confederação Nacional do Comércio – CNC, uma entidade sindical que visa representar os direitos e interesses dos empreendedores do comércio de bens, serviços e turismo de todo o Brasil. 

 

O Sesc possui uma estrutura que compreende:

 

Administração Nacional, com jurisdição em todo território nacional;

Conselho Nacional (CN) – órgão deliberativo;

Departamento Nacional (DN) – órgão executivo;

Conselho Fiscal (CF) – órgão de fiscalização financeira.

 

O Departamento Nacional – DN é o órgão executivo do Conselho Nacional que tem, entre outras, a atribuição de propor Diretrizes Gerais para a entidade e políticas de ação para os Programas de Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência, realizar estudos, pesquisas e experiências para fundamentação técnica das atividades do Sesc e prestar assistência técnica sistemática às administrações regionais.

 

As Administrações Regionais, com jurisdição nas bases territoriais correspondentes, são formadas por:

 

Conselho Regional (CR) – órgão deliberativo;

Departamento Regional (DR) – órgão executivo.

 

O Conselho Nacional é presidido pelo presidente da CNC e o Conselho Regional é presidido pelo presidente da Federação do Comércio do Estado em que estiver inserido.

Como informado anteriormente, nos estados o Sesc e o Senac são administrados pela Federação do Comércio, através das deliberações do Conselho Regional.

 

A composição do Conselho Regional do Sesc Mato Grosso tem a seguinte formação: Presidente e Vice-Presidente do Conselho Regional do Sesc Mato Grosso, Diretor Regional do Sesc Mato Grosso, 10 (dez) representantes de sindicatos e representantes do  Ministério do Trabalho de Mato Grosso, Instituto Nacional de Seguro Social – INSS – Mato Grosso e Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes de Mato Grosso.

 

De forma gráfica, a estrutura do Sesc em Mato Grosso é a seguinte:

Características gerais do Sesc

Características civis

O Sesc é uma entidade de direito privado nos termos da Lei Civil, mantida e administrada pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo e dirigida pela Confederação Nacional do Comércio – CNC, que tem por finalidade planejar e executar medidas que contribuam para o bem-estar social e a melhoria do padrão de vida dos comerciários e suas famílias e para o aperfeiçoamento moral e cívico da coletividade.

 

O Sesc, assim como todas as instituições do denominado Sistema “S”, é privado, financiado com as contribuições do empresariado nacional e sem ônus para os empregados ou cofres públicos.

Origem dos recursos

A legislação que originou o Sesc estabelece que ela seja mantida através de contribuição compulsória descontada mensalmente sobre a folha de pagamento das empresas do setor do comércio de bens, serviços e turismo, na proporção de 1,5% destinada ao Sesc e 1,0% ao Senac. A arrecadação se dá através da Secretaria da Receita Previdenciária (SRP), antigo INSS, que recebe 3,5% do total arrecadado como taxa de administração.

Objetivos

De acordo com o manual de Diretrizes Gerais do Sesc (2004):

 

Considerando essas finalidades, o Sesc, para alcançá-las, tem os seguintes objetivos gerais:

 

1 – Fortalecer, através da ação educativa, propositiva e transformadora, a capacidade dos indivíduos para buscarem, eles mesmos, a melhoria de suas condições de vida;

 

2  – Oferecer serviços que possam contribuir para o bem-estar de sua clientela e melhoria de sua qualidade de vida;

 

3 – Contribuir para o aperfeiçoamento, enriquecimento e difusão da produção cultural.

Clientela

O público-alvo dos serviços desenvolvidos pelo Sesc são os comerciários e seus dependentes legais, bem como os funcionários e estagiários que trabalham no Sesc e Senac, os empregados de entidades sindicais do comércio e dos trabalhadores, em atividade ou aposentados.

 

De acordo com as Diretrizes Gerais do Sesc (2004), comerciário é o empregado que estiver exercendo atividades em empresas ou entidades enquadradas nos planos da Confederação Nacional do Comércio ou vinculados à Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e/ou que sejam contribuintes do Sesc.

Campos de ação

As ações desenvolvidas pelo Sesc estão distribuídas dentro dos seguintes programas: Educação, Saúde, Cultura, Lazer a Assistência. Onde cada um possui suas diretrizes gerais de ação propostas pelo Departamento Nacional que devem ser seguidas na proposição das atividades desenvolvidas.

 

Em Mato Grosso, o Sesc desenvolve 17 atividades para sua clientela distribuídas dentro dos 5 programas, ou seja, Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência. Sendo as atividades desenvolvidas da seguinte forma:

EDUCAÇÃO:

– Educação Infantil;

– Educação Fundamental

– Educação de Jovens e Adultos

– Educação Complementar

– Cursos de Valorização Social

SAÚDE:

– Nutrição

– Assistência Odontológica

– Educação em Saúde

– Assistência Médica

CULTURA:

– Biblioteca

– Apresentações Artísticas

– Desenvolvimento Artístico e Cultural

LAZER:

– Desenvolvimento Físico Esportivo

– Recreação

– Turismo Social

ASSISTÊNCIA:

– Trabalho com Grupos

– Ação Comunitária 

– Assistência Especializada

MISSÃO

Promover ações socioeducativas que contribuam para o bem-estar social e a qualidade de vida dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, de seus familiares e da comunidade, para uma sociedade justa e democrática.

VISÃO

Ser referência na prestação de serviços sociais que promovam desenvolvimento humano e cidadania no Estado de Mato Grosso, com o padrão de excelência Sesc de todo o Brasil.

VALORES

  • Ética, honestidade e responsabilidade;
  • Controle e transparência;
  • Melhoria contínua dos serviços e processos;
  • Valorização do trabalho em equipe;
  • Respeito e responsabilidade socioambiental;
  • Atendimento cordial, prestativo e respeitoso;
  • Valorização das pessoas e ambiente de trabalho humanizado;
  • Resposta às necessidades e expectativas da clientela;
  • Compromisso com a acessibilidade e inclusão social.