Saúde preventiva deve fazer parte da rotina feminina

Projeto “Sesc Saúde Mulher” leva exames ginecológicos a cidades mato-grossenses, promovendo a qualidade de vida no estado

A expectativa de vida das mulheres é maior que a dos homens. Elas vivem, em média, sete anos a mais do que eles, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar do dado, com dupla ou até mesmo tripla jornada de trabalho, as mulheres costumam ter mais chances de desenvolverem algumas doenças, como o câncer. O de mama é a neoplasia com maior incidência entre o grupo. Em Mato Grosso, até 2025 devem ser registrados 1.040 novos casos, segundo a projeção do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Já o câncer de colo de útero tem uma taxa de incidência de 11,14%, demonstrando 220 novos casos no estado até o próximo ano, ainda segundo a projeção do Inca. A região Centro-Oeste é a terceira com maior incidência do Brasil (16,66/100 mil habitantes). Uma das formas de prevenir as doenças ou de aumentar as chances de cura, é a realização da rotina médica, com exames preventivos. Pensando nisso, o Sesc Saúde Mulher, unidade móvel do Serviço Social do Comércio (Sesc-MT), leva o caminhão com atendimentos de exames ginecológicos gratuitos no interior do estado.

O presidente do Sistema Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destaca que manter a unidade móvel garante a chegada de cada vez mais saúde aos moradores de cidades localizadas no interior do estado. “As pacientes recebem exames e orientações que contribuem para o fornecimento de informações que são essenciais sobre a saúde, e que também visam criar consciência e incentivar a adoção de hábitos saudáveis e autocuidado”, aponta.

Hoje, a unidade móvel se encontra em Várzea Grande, no estacionamento do Fort Atacadista, localizada na Avenida da FEB. O projeto teve início em fevereiro deste ano e segue o atendimento até 12 de abril. Os agendamentos podem ser realizados pelo whatsapp (65) 99951-6825 e presencialmente na unidade móvel.

Também estão sendo realizados atendimentos pela fila de regulação do município de Várzea Grande. Para realizar os exames é preciso apresentar cópia dos seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de endereço e cartão do SUS. Os exames são realizados no mesmo dia e acompanhados por uma enfermeira e uma técnica em radiologia.

Até o momento, aproximadamente 800 pessoas já passaram pelo local. Mulheres acima dos 40 anos não precisam de encaminhamento médico para a realizar os exames, basta comparecer ao local portando a documentação exigida.

Importância da rotina de exames

Selma Gonçalves é moradora de Alto Araguaia e depois de dois anos sem ir ao médico, em 2023, aproveitou a chegada da unidade móvel Sesc Saúde Mulher, e levou um susto.

Ela conta que o resultado do exame, feito de forma gratuita pelo projeto, apontou uma alteração em uma das mamas. “Quando chegou o resultado, meu mundo caiu. A sorte é que fui muito bem assistida pelos profissionais do Sesc-MT e pude manter a calma. Depois, fiz consulta com um mastologista e felizmente era uma alteração benigna”, conta.

Selma considera que nem todas as mulheres percebem a importância de realizar exames regularmente. “Muitas pensam que se não estão sentido dor, não precisam investigar, mas é preferível qualquer desconforto durante o exame do que a dor do diagnóstico”, completa.

Já a sua xará, Selma Barbosa da Silva, ou Selminha, como prefere ser chamada, também aproveitou a chegada do Sesc Saúde Mulher na região, mas o seu exame acabou indicando um resultado maligno. Ela conta que percebeu diferença entre uma mama e outra quando decidiu investigar. “O projeto foi de extrema importância pra mim, porque talvez eu não tivesse oportunidade de fazer os exames tão rápido. Ter um diagnóstico precoce é muito importante, espero que cada vez mais mulheres tenham essa oportunidade”, enfatiza.

Selminha ainda incentiva que moradoras realizem agendamentos e aproveitem a chegada do projeto em cada cidade. “Quando o Sesc Saúde Mulher estiver em sua cidade, não percam a chance de fazer os exames. Os funcionários te tratam de maneira maravilhosa e eu tive a oportunidade de descobrir a minha doença com antecedência, fundamental para aumentar minhas chances de cura”, finaliza.

O Sesc Saúde Mulher

Com a finalidade de promover a saúde e levar qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, seus familiares e público em geral do interior do estado, o Sesc-MT mantém unidades móveis que atuam em diversas cidades. Em 2023, o caminhão do Sesc Saúde Mulher passou pelas cidades-polos Jaciara, Rondonópolis, Alto Araguaia e Barra do Garças e atendeu pacientes de 23 municípios vizinhos com a execução de exames de mamografia e papanicolau. 

Em Alto Araguaia, o Sesc Saúde Mulher zerou a fila de mamografia do sistema de saúde da cidade. Pacientes de outros cinco municípios adjacentes também foram atendidos entre os meses de julho e setembro, totalizando 3.561 exames realizados. Ao todo, mais de 22 mil atendimentos foram realizados entre os exames papanicolau, mamografia e orientações em saúde gratuitamente em 2023, graças ao projeto Sesc Saúde Mulher.

Sobre o Sesc-MT

O Serviço Social do Comércio (Sesc-MT) é uma entidade privada, financiada com as contribuições do empresariado, sem ônus para os empregados, ou a utilização de recursos públicos. Desde 1947, promove ações de saúde, lazer, educação, cultura e assistência, com o objetivo de fornecer o bem-estar social e a qualidade de vida dos trabalhadores do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, de seus familiares e da comunidade em geral no estado de Mato Grosso. Atualmente, o Sesc-MT administra 22 unidades fixas no estado e quatro unidades móveis que circulam pelos municípios do interior. O Sistema S do Comércio é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

Quinta-feira, 07 de março de 2024